Viajar deixa as pessoas mais felizes que fazer compras

É como dizem, todo mundo que embarca em uma viagem volta diferente. Volta renovado, carregado de boas experiências. A bagagem fica pequena pra tantas memórias, pra tantas histórias. Você decola pra outro mundo, pra outra cultura, pra novos horizontes, e de alguma maneira, aprende mais sobre a vida. Sobre a felicidade, aprende que ninguém é igual, e consequentemente cria uma nova perspectiva sobre o que é o respeito e como ele é importante.

Quando você decola pra fora da sua zona de conforto, seja pra outro continente, país, ou pra uma cidadezinha próxima ao lugar que você mora, você passa a perceber que existe um mundo lá fora, repleto de pessoas novas, de paisagens deslumbrantes e singularidades. Afinal de contas, cada lugar é único e nessa fusão de sentimentos com experiências, muitos percebem que colecionar memórias às vezes vale mais do que acumular bens materiais.

Uma pesquisa realizada pelo psicólogo Thomas Gilovich abordou esse assunto. Segundo ele, viajar é motivo de maior felicidade do que adquirir bens materiais. Isso pode ser explicado pelo fato de que as viagens nos proporcionam de certo modo, experiências pessoais incomparáveis.

Você e seu amigo podem ter feito os mesmos percursos, por exemplo, mas jamais os acontecimentos serão idênticos. Cada qual é único, não passíveis de comparação, o que torna o sentimento de felicidade mais duradouro.

Nesse contexto, o psicólogo listou cinco bons motivos pelos quais viajar é melhor do que adquirir bens materiais. Confira:

1Comparar viagens é uma tarefa mais difícil do que comparar coisas:

Viajar deixa as pessoas mais felizes que fazer compras Vida Sim

Somos constantemente bombardeados por novos produtos, induzidos a comprá-los a fim de assim, adquirir a tão sonhada felicidade. Mas trata-se de um ciclo contínuo, hoje você compra um bem material, daqui um tempo já existirá um mais moderno, um mais legal, um mais interessante do que o seu. E desse modo, comparar os seus bens com os dos outros se torna uma tarefa habitual.

Ao adquirir um carro, por exemplo, primeiro você pesquisa, fica empolgado com a ideia de comprar algo novo, finalmente compra, e mostra pra todo mundo. Mas com o tempo ele se torna apenas seu meio de transporte, você o compara com o automóvel dos seus amigos, e logo perde a graça. No próximo ano você já vai querer trocar por um modelo diferente. Diferentemente das viagens, que tendem a proporcionar momentos inigualáveis, dificílimos de serem comparados.


2Viajar nos aproxima das pessoas:

Aproximação Viajar deixa as pessoas mais felizes que fazer compras Vida Sim

Esse tipo de atividade tende a aproximar as pessoas, independentViajar deixa as pessoas mais felizes que fazer comprase de uma viagem que você faça sozinho, com a família, com amigos, ou com um grupo de desconhecidos. A interação é maior, e consequentemente o convívio acaba aprimorando a relação. Obter bens materiais tende a não possuir o mesmo efeito, a não ser que exista aproximação em virtude de interesse.


3Sua percepção da vida e do mundo muda:

Visão de mundo Viajar deixa as pessoas mais felizes que fazer compras Vida Sim

A imersão em uma cultura diferente faz com que nossos horizontes sejam ampliados. Você é submetido ao novo, ao inexplorado, a uma língua diferente, a costumes locais, a pessoas totalmente diferente de você.

Esse choque cultural desencadeia uma série de consequências boas. Através dele, o olhar fica mais atento ao desconhecido, não apenas ao conceito, mas também à prática do respeito, que passa a ser mais bem desenvolvida, a visão de mundo se amplia e aos poucos você começa a entender que o mundo vai muito além da sua zona de conforto.

A viagem tem esse poder, de mostrar ao viajante algo jamais visto, de expandir os conhecimentos, as ideais, os conceitos e a vontade de continuar embarcando em novas jornadas.


4Objetos não duram para sempre, memórias e experiências sim:

Compras Viajar deixa as pessoas mais felizes que fazer compras Vida Sim

Pode passar dez, vinte, cinquenta anos, mas aquela ou aquelas viagens que de certa maneira te marcaram jamais serão esquecidas. Você pode até não se lembrar de todos os detalhes, mas os momentos mais especiais e as pessoas que você conheceu, sempre serão recordados com carinho. E daqui alguns anos, qual será a importância daquela roupa ou daquele sapato usado poucas vezes? Do carro trocado? Do mais moderno celular que você adquiriu? Pense nisso.


5Você reavalia o conceito de desapego:

Desapego Viajar deixa as pessoas mais felizes que fazer compras Vida Sim

E a saudade como é que faz? Muitas pessoas não viajam por medo de se desapegar. Mas quando você vai embora, seja por um curto ou um longo período, você começa a perceber que a vida continua com você ausente ou presente.

Pode ser difícil perceber, mas você não precisa de ninguém, e ninguém precisa de você para dar continuidade à vida. Desse modo, os termos insubstituível e imprescindível ganham novos sentidos.

Viajar não significa que as pessoas irão te esquecer, pelo contrário, o sentimento não se altera, e você sempre será lembrado. Então, não tenha medo de se desapegar, o tempo passa, as coisas mudam e talvez colecionar vistos se torne seu mais novo hobby.


Veja outras opiniões, conte a sua também:


Veja também:


Matérias Relacionadas