Vamos falar sobre os pêlos! Vida Sim

Você já se perguntou o por que de tantas variedades de pelagem? Por que tantas variedades de tosas? E por que, afinal, cada raça tem uma pelagem específica?

As características da pelagem variam muito de uma raça para outra e são uma particularidade importante para determiná-las. Foram feitas diversas tentativas de classificação, mas suas diferenças são tão diversas que fica difícil agrupar os diversos tipos diferentes.

Muitas raças exigem cuidados especiais para ressaltar as características de tipicidade e outras exigem menos. Contudo um tratamento regular da pelagem é essencial, especialmente quando vive dentro de casa. Tal tratamento deve ser muito bem feito e com regularidade. Deve-se utilizar a escova correta, o pente adequado e utensílios específicos para determinadas pelagens; bem como escolher adequadamente os produtos que serão utilizados no animal.

Muitas vezes a escolha de seu pet foi ditada por fatores “da moda”, ou seja, sociais e não pela sua capacidade de cuidar adequadamente da pelagem do cão.

Historicamente as pelagens tem uma função, ajudam o cão no trabalho que executa: cães Retrievers (animais que buscam a caça dentro da água) tem pelagem densa e mais longa adequada a água gelada de lagos, rios e do mar onde buscam a caça para seus donos. Já os Terriers possuem uma grande variedade de pelagens duras, próprias para desentocar animais e roçar em espinhos durante a caça. Por outro lado, muitos cães de companhia possuíam funções: o Poodle é um Retriever na origem, o Lhasa Apso é um cão de alarme (e como latem…) guardião de tempos no Tibet e muito semelhante ao Shi-Tzu. Assim não basta achar “legal” ter um Shi-Tzu, tem que encarar a tarefa de cuidar de sua pelagem. Muitos tendem atualmente a cortar as pelagens longas para “não dar trabalho”. QUE PENA… isso não adianta.

Essa pelagem longa mesmo cortada deve ser penteada constantemente para livra-la dos tufos lanosos que crescem junto com o pelo e que embaraçam, criando nós mesmo com a pelagem curta. Não adianta você tosar um Collie pois mesmo assim sua pelagem fará muda duas vezes por ano. É a natureza da pelagem pois foi desenvolvida para isso: inverno com pelo, verão sem pêlo.

A classificação mais utilizada foi a desenvolvida por G. Solaro em 1957 a qual resumo a seguir:

1Pêlo Curto: um pêlo curto e reto em todo seu comprimento. P. ex. Dobermann, Boxer, Poiter, Buldogue Francês).


2Pêlo Semilongo: três derivadas:
a) semilongo: um pelo longo e reto em todo seu comprimento. Por exemplo o Pastor Alemão.
b) duro: pelo áspero e forte, rígido como uma cerda, geralmente encrespado (p. ex. Fox Terrier de Pelo Duro, Schnauzer) e
c) semiduro: menos rígido e mais flexível e não encrespado (p. ex. Cairn Terrier).


3Pelo Longo: quatro derivadas:
a) liso: alinhamento longo e reto (p. ex. Setter, Collie, Pastor de Shetland).
b)ondulado: em seu comprimento o pelo apresenta curvas aleatórias (p. ex. Cocker, Golden Retriver).
c)lanoso: levemente ondulado formando grumos (p. ex. Komodor, Puli, Pumi). d) encaracolado: o pelo enrola-se sobre si mesmo formando caracóis (p. ex. Poodle, Irish Water Spaniel).


Cães não transpiram pois não possuem glândulas sudoríparas, MAS possuem glândulas sebáceas associadas a cada folículo piloso. Esse sebo é uma proteção, mas deve ser administrado em cães que vivem em interiores.

Daí a necessidade de banhos bem dados com produtos adequados: não é pelo fato de você usar condicionador que seu cão vá realmente precisar.

Isso dependerá da pelagem que tiver: p. ex. pelos duros não podem nem chegar perto de condicionadores, na realidade sabão em pedra de coco é o mais indicado, bem como alguns shampoos específicos.

Nesse ponto é bom fazermos algumas ressalvas aos serviços oferecidos por Pet Shops. Atualmente muitas pessoas sem conhecimento animal algum abrem Pet Shops ou banho e tosa por acharem lucrativo. Tratar, banhar, cortar unhas, limpar orelhas, espremer glândulas anais denotam um conhecimento que poucos funcionários desses estabelecimento tem.

Fique atento, quando levar seu animal para tomar banho, fique olhando pelo vidro e verifique se o trabalho está sendo bem feito. Seja interessado! Hoje na Internet existem várias formas de encontrar manuais, sites e dicas de como tratar seu pet. Vá lá! Aprenda!

Se não quiser ou puder fazer em casa, pelo menos saberá se estão cuidando bem de seu amigão. Afinal de contas ele merece.


Veja outras opiniões, conte a sua também:


Veja também:


Matérias Relacionadas