Por que ter um animal de estimação? Vida Sim

Animais de estimação são verdadeiros membros da família. Muitos lares abrigam ao menos um cão, gato, pássaro ou outros companheiros do mundo animal e muitos abrigam mais de um tipo.

Os animais de estimação são assim queridos pois fazem companhia, proporcionam alegria, um sentimento de segurança e muitas vezes prestam algum tipo de serviço, enfim eles nos fazem sentir muito bem!

Sua experiência como proprietário de um animal será muito melhor se você analisar cuidadosamente que tipo de animal seria melhor para você e sua família. Ele será uma responsabilidade diária e a longo prazo, assim tente tomar a decisão correta.

Se seu objetivo é ainda identificar um animal de estimação seja ele cão, gato, pássaro ou qualquer outro, para conviver em sua casa, ele tem que obrigatoriamente se encaixar no seu espaço disponível, no seu estilo de vida e, obviamente, no seu orçamento. Não se apresse. Para ajudar, respondas as seguintes questões:

Você tem espaço suficiente para um animal de estimação?

Cães ativos precisam de mais espaço e exercícios do que cães mais velhos ou sedentários. Alguns animais podem desfrutar de bom exercício mesmo confinados a pequenos espaços.

Quais atividades lhe agradam?

Você deve refletir sobre as razões pelas quais você quer um companheiro animal e de que atividades você espera que esse animal participe. Será que o animal que você está pensando tem o temperamento e os atributos físicos para participar de atividades externas ou para ficar preguiçosamente em casa? Se seu lazer o leva para fora de casa, quem cuidará de seu animal durante suas ausências? Leia sobre o temperamento e as necessidades dos animais e identifique aquele que melhor combina com seu estilo de vida.

O que você faz durante o dia?

Animais de estimação dependem das pessoas diariamente no que diz respeito à afeição e atenção. Filhotes requerem tempo para treinamento e alimentação. Você fica fora o dia todo? Você costuma trabalhar até tarde? O que você fará com seu animal durante longas ausências? Alimentação, exercício, cuidados e brincadeiras são obrigações diárias, sem domingos nem feriados.

Você está submetido a alguma restrição?

Muitos condomínios apresentam cláusulas restritivas quanto a animais de estimação, geralmente atingindo apenas cães e gatos. Pássaros e pequenos mamíferos (tipo hamsters) costumam ser aceitos (e poucas vezes percebidos). Procure saber se o seu condomínio apresenta tais restrições e, se possível negocie, pois não há lei que proíba alguém de ter um animal de estimação, desde que não constranja ou prejudique os outros habitantes do condomínio.

Quanto custará seu animal de estimação?

O preço dos animais varia muito. Todos eles precisam de comida, abrigo e visitas periódicas ao veterinário, ao menos anuais para vacinação. Dependendo do tipo e animal que você escolha, outros custos devem ser considerados como cuidados com a pelagem (caso de cães de pelos lanosos ou longos), treinamentos de obediência e acessórios diversos. Sempre faça uma reserva para emergências médicas.

Prepare sua casa para o novo habitante

Antes de trazer seu animal para casa, prepare um lugar especial para ele comer e dormir.
No princípio (uma ou duas semanas), tente manter uma rotina para brincadeiras comer e fazer as necessidades. Essa é a receita para uma boa educação: rotina, hora para brincar, hora para comer, enfim hora para tudo. Você deve tomar algumas medidas preventivas na casa contra perigos em potencial, como se faz quando temos uma criança que começa a andar. Elimine ou eleve plantas, fios elétricos ligados à corrente e objetos quebráveis.

Estas são algumas sugestões para aqueles que estão indecisos. Para os que já decidiram, são conselhos úteis pois nem sempre levamos em consideração o tempo de vida de um animal.

Dependendo de sua idade, serão como diamantes: para toda a vida!


Veja outras opiniões, conte a sua também:


Veja também:


Matérias Relacionadas