Desmistificando a ração para animais de estimação Vida Sim

Ração industrial sempre é um tema muito ambíguo. Penso com meus botões: 90% das raças instituídas e registradas até hoje, foram desenvolvidas no século 19. As mais antigas remontam seus ancestrais a 8 ou 7 mil anos. O que será que esses animais comiam? Será que por volta de 1800 eles comiam ração? Será que o cachorro de sua avó comia ração? O que é ração senão algo que a indústria americana inventou por volta dos anos 1950 para facilitar sua vida e ganhar dinheiro com as sobras de tudo…

Facilitar a vida de um animal?

Você sabia que existe uma relação entre proteína e gordura que não pode ser alterada: quanto maior o percentual de proteína, maior o percentual de gordura.

Que a parte básica da ração pode ser alterada sem que isso seja comunicado, ou seja, a ração de arroz pode virar de soja e ninguém precisa avisar isso? Questões, questões, questões… são perguntas que não acabam mais. Mas por que o ancestral do cão veio conviver com os hominídeos? Tenho certeza que não foi pela ração seca que forneciam… Mas pela simbiose entre duas espécies que precisavam sobreviver através da caça: o cão ajuda o homem a caçar e o homem alimenta com a caça o cão.

Atualmente notamos o incremento de doenças graves em animais de estimação (e não venha dizer que são apenas reconhecidas mais facilmente pelo aumento de instrumentos para diagnóstico). Parece que a maioria dos pets está fadada a morrer de algum tipo de câncer ou de alguma doença degenerativa. Tudo isso a partir dos anos.

As rações existem de todas as formas e para todas as indicações e TODAS “dizem” são “perfeitas” pra o seu animal… Ha ha ha. Quem quiser acredite… Se seu pet pode viver de um composto duro de restos vegetais com banho de gordura de restos animais e compostos vitamínicos químicos, insista. Por fome ele vai terminar comendo isso mesmo. Se você acredita que a ração de salmão tem salmão, você deveria fazer um sushi com ela. Não dê para seu animal aquilo que você não comeria. Você já provou uma daquelas bolinhas? Pois eu já!

Rações são formas fáceis de alimentar animais, não fazem milagres, não curam problemas de pele e muito menos doenças congênitas. Também não farão seu pet obeso emagrecer. Em resumo, é uma massa alimentar, só isso. Quer ver seu pet alegre esperando a hora da refeição? Faça um complemento… surpreenda-o.

Vou indicar um caldo básico que pode incrementar o pote de ração de seu pet. Coisa simples que pode ser guardada e ser oferecida diariamente. Dar ração comercial “balanceada” pode eliminar sua culpa, afinal você se preocupa e gasta “os tubos” com seu pet. Mas complementar essa massa alimentar (que você jamais poria na boca) com algo feito por você e com ingredientes que você mesmo escolheu, preparados com amor e atenção, darão prazer para você e seu companheiro.

Vamos começar com um caldo básico, preparado na quantidade para um cão de tamanho médio (até 15 kg):

• Numa panela grande refogue 4 coxas de frango (ou 4 peitos) com alho e óleo.
• Quando refogado acrescente 2 litros de água e 4 cubos de caldo de galinha.
• Deixe ferver e acrescente 2 cenouras em fatias ou tiras, vagens picadas e outros vegetais como espinafre ou brócolis picados.
• Deixe cozinhar até tudo ficar macio. Se utilizar frango com osso, desosse e pique.
• Acrescente um pacote de macarrão (costumo utilizar Padre Nosso) ou 2 xícaras de arroz cozido.
• Mexa bem e deixe esfriar.
• Adicione à ração uma concha para cada 5 kg de peso do seu pet.


O prazer será infinito!

Faço também uns biscoitinhos que meus cães adoram e são bem saudáveis.
Veja como se faz:

• Começa com o preparo de uma pasta de fígado que pode ser de galinha ou de boi.
• Numa panela com um pouco de óleo coloque 1⁄2 kg de fígado.
• Mexa bem e deixe cozinhar por 5 a 8 minutos ou até que o fígado fique marrom. • Coloque esse refogado no liquidificador e acrescente uma xícara de água e dois cubos de caldo de carne.
• Bata bem, até formar uma pasta homogênea, como um creme.

Se quiser essa é outra opção para adicionar ao pote de ração (apenas 1 colher de sopa).


Para o biscoito, tome uma tigela grande e coloque:

• 1⁄2 kg de farinha de trigo integral
• 2 xícaras de purê de batata
• 2 xícaras de purê de fígado
• Manjericão
• Hortelã
• 2 colheres de mostarda
• Misture tudo muito bem.
• Abra a massa e corte biscoitos com formas próprias ou em quadrados.
• Coloque numa assadeira forrada com papel manteiga e asse em forno a 180ºC por cerca de 30 minutos.
• Deixe-os esfriar no forno.


É garantido! Todos os pets adoram!


Veja outras opiniões, conte a sua também:


Veja também:


Matérias Relacionadas