Violência urbana e saúde mental Vida Sim

Você já ouviu falar em Transtorno de Estresse Pós-Traumático (TEPT) – ou Perturbação de Stress Pós-Traumático (PSPT)? Esses transtornos se referem a perturbações de ordem psíquica que surgem em resposta à situações de alto grau de estresse, vividos especialmente por vítimas da criminalidade e violência dos centros urbanos.

No geral, esses transtornos são classificados como distúrbios de ansiedade caracterizados por um conjunto de sinais e sintomas físicos, psíquicos e emocionais decorrentes de um evento traumatizante, como mortes ou ameaças, roubos, furtos, agressões físicas, violência sexual, desastres, acidentes, entre outros acontecimentos graves.

Em caráter de sociedade atual, as causas do TEPT estão intimamente ligadas à violência urbana. Os indivíduos mais sujeitos a desenvolverem algum tipo de transtorno de estresse pós-traumáticos são os que vivem em metrópoles, pelo fato de estarem expostos com frequência à violência como assaltos e sequestros, mortes e abusos sexuais.

Causas de TEPT e PSPT

Além de agressões físicas e sexuais, sequestros, acidentes, furtos e mortes, também fazem parte deste quadro: terrorismo, tortura, guerras, catástrofes naturais e bullying.

Aproximidamente, de 15% a 20% das pessoas que sofreram ou estiveram ligadas a algum a esses eventos desenvolvem TEPT, mas apenas algumas buscam tratamento.

Caso os sintomas persistam por mais de 2 anos, sua incidência passa a ser considerada uma modificação duradoura da personalidade.


Sintomas

- Flashbacks que revivem o trauma diversas vezes, acompanhado de sintomas físicos como coração acelerado e suor excessivo;
- Pensamentos assustadores;
- Pesadelos;
- Esquiva e isolamento social – a pessoa começa a se isolar de pessoas e situações afim de evitar relembrar a experiência do trauma;
- Distúrbios do sono;
- Sentimentos negativos e impotência;


As recomendações sobre a intervenção de TEPT tem como opção a terapia cognitivo-comportamental, forte suporte social e busca por tratamento imediato.


Veja outras opiniões, conte a sua também:


Veja também:


Matérias Relacionadas