Primeira edição da "Virada da Saúde" é destaque do mês de Abril em São Paulo Vida Sim

Neste mês de Abril ocorre na cidade de São Paulo a primeira edição da Virada da Saúde, o maior evento na área da saúde na cidade. O evento acontece entre os dias 7 a 12 de Abril e conta com uma série de programas que visam aproximar o tema saúde da população por meio de ações e atividades nas áreas de assistência, educação e vigilância.

O autor da lei que institui o evento na cidade (Lei 16.085), o vereador Paulo Frange, que também é médico especialista em cardiologia e administrador hospitalar, afirma que as medidas que apostam na prevenção são uma importante iniciativa para otimizar o funcionamento do sistema de saúde.

Eventos de caráter preventivo como a Virada da Saúde são de grande impacto para o sistema de saúde. A partir da informação e conscientização são alcançados resultados como a redução de doenças. Em decorrência disso há uma diminuição no número de internações e ocupações de leitos em hospitais por razões que poderiam ser evitadas, disponibilizando as vagas para os outros pacientes.

O autor da lei, o vereador de São Paulo, Dr. Paulo Frange, gentilmente respondeu à redação do Vida Sim algumas perguntas em relação ao seu projeto, em conversa que você acompanha abaixo:

O que motivou a criação da lei da “Virada da Saúde”?

Vereador Paulo Frange: A motivação da Virada da Saúde está no fato de que, hoje, as pessoas pensam pouco em saúde e mais na doença, esquecendo-se de se prevenir. E saúde pública é mais que o somatório da saúde das pessoas, é instrumento para o desenvolvimento social e econômico e está intimamente relacionada com paz, educação, habitação, equidade, etc.


Quais os principais objetivos do evento?

Vereador Paulo Frange: O objetivo da Virada da Saúde é o de instituir um programa de educação em saúde preventiva, além de promover a saúde através das instituições da Saúde na Cidade.


Quais os próximos passos para as melhorias na saúde de São Paulo?

Vereador Paulo Frange: São muitos fatores, mas é necessário apostar mais na saúde e menos na doença, pois o tratamento hospitalar é cada vez mais caro, já que, ao contrário de outras áreas, a saúde quando agrega tecnologia tem aumento de custos.


A organização da Virada da Saúde foi dividida em 4 frentes principais, sendo elas:

Médico-assistencial
Conta com mutirões de assistência para prevenção, dignóstico de doenças e tratamento;

Bem estar
Reúne ações focadas nas áreas de nutrição, esporte e lazer;

Educação
Espaço no evento dedicado a seminários, palestras, bate-papos e jogos;

Cultura
Teatro, filmes, intervenções artísticas e exposições englobando o tema saúde.


Calendário de atividadades da “Virada da Saúde”

Abaixo disponibilizamos um calendário interativo das ações e atividades que ocorrerão durante os dias do cidade, acesse abaixo e não deixe de participar:



Estação Saúde - “Por uma cidade mais saudável, mais inclusiva e mais sustentável”

Realização da Novartis em celebração ao dia mundial da saúde, conta com atividades divididas em:

- A Estação Saúde, um mutirão focado em atendimento médico-assistencial e de promoção da saúde. O público em geral poderá realizar: avaliação de glicemia e pressão arterial; avaliação e orientações gerais sobre saúde da visão; avaliação de alimentação saudável e cálculo do índice de massa corpórea;
- Estação Água, em parceria com o movimento Cisterna Já, a atividade prevê a construção de seis cisternas para captação de água de chuva, além de orientação sobre os cuidados de armazenagem da água. Todas as cisternas serão doadas para escolas da região!
- Estação Inclusiva, um circuito de experimentação: realizado em parceria com a Secretaria do Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência e com a Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida, a atividade prevê a montagem de um circuito para que o público possa experimentar (e criar empatia!) com o uso de cadeiras de rodas, muletas, dentre outros.
- Carreta Hanseníase, uma carreta itinerante que percorre todo o Brasil com o objetivo de detectar casos novos de Hanseníase e câncer de pele.
Local: Largo da Batata
Horário: das 8h às 17h.
Exposição “As Grandes Epidemias”- Instituto Butantã

A exposição “As grandes epidemias”, concebida pelo cientista Isaias Raw para o Museu de Microbiologia do Instituto Butantã, estará aberta no Museu de Saúde Pública Emílio Ribas durante a Virada Da Saúde. A exposição passa de forma atrativa o público visitante sobre as epidemias que atingem a humanidade e as suas implicações. As doenças abordadas na exposição são AIDS, Meningite, Peste Bubônica, Varíola e Gripe, havendo também um diálogo com as doenças contemporâneas e potencialmente epidêmicas como o ebola, dengue, chikungunya, entre outras. Direcionada ao público adolescente e adulto, a exposição funcionará nos dias 07, 08 e 09 de abril, das 9h às 16h, com entrada gratuita; sendo oferecidas visitas guiadas para grupos fechados de hora em hora, mediante agendamento pelo email museuer.ib@Butantã.gov.br ou telefone (11) 2627-3880.

Local: Museu de Saúde Pública Emílio Ribas: Rua Tenente Pena, 100, Bom Retiro, São Paulo. Horário: dias 07, 08 e 09 de abril, das 9h às 16h.
Projeto “Sementeiras de Direitos”

Roda de conversa com Amelinha Teles e Tião Rocha sobre experiências de grupos de mulheres que transformaram suas comunidades. O evento tem parceria com o Consulado Alemão.

Local: Biblioteca Municipal Monteiro Lobato, Rua Gal Jardim, 485 – Vila Buarque.
Horário: 10h às 13h.
Mesa redonda “Da pesquisa ao medicamento” no Instituto Butantã

A Mesa Redonda “Da pesquisa ao medicamento” tem o objetivo de apresentar e discutir algumas partes desses processos, desde a separação e identificação de moléculas com potencial terapêutico, baseadas em fontes diversas como, por exemplo, extraídas de secreções animais, até o desenvolvimento e produção de novos agentes terapêuticos, bem como vacinas. Direcionada tanto a estudantes e profissionais da área de saúde e saúde pública, como ao público geral, a mesa redonda será realizada no dia 8 de abril das 9h às 12h, no auditório do Centro de Difusão Científica do Instituto Butantã.

Local: Av. Vital Brasil, 1500, Instituto Butantã, São Paulo.
Horário: 9h às 12h.
“Carreta da Nutrição”

Serão 12 palestras de 30 minutos cada uma compostas por: avaliação nutricional individual seguida por palestra coletiva sobre a metodologia do Meu Prato Saudável, em parceria com a LatinMed que falam sobre substituição de alimentos com excesso de açúcar, sal e gordura por alimentos mais adequados para o momento de consumo, aula culinária com o preparo ao vivo de um alimento quente e uma bebida saudáveis, finaliza a apresentação com a degustação dos alimentos e uma apresentação artística que ajuda a fixar o aprendizado. Horário –

Local: Largo da Batata, São Paulo.
Horário: 9h às 17h.
Inspira São Paulo

Para se pensar um futuro possível, em cidades mais criativas, o Instituto Saúde de Sustentabilidade, com curadoria da Coolradoria e patrocínio da Abbott, empresa global de cuidados para a saúde e apoio do Museu da Casa Brasileira, convida o público em geral para conhecer 12 histórias inovadoras de intervenções significativas que inspiram e criam círculos virtuosos que mudam a realidade urbana. Os especialistas convidados irão abordar os mais variados temas: de consciência alimentar a espiritualidade; de mobilidade urbana a cidades criativas; de gênero a desafios sociais; de qualidade de vida a espaço público; de arte a esporte; dentre outros. Cada depoimento terá cerca de 10 minutos.

Local: Museu da Casa Brasileira, Av. Brigadeiro Faria Lima, 2705, São Paulo.
Horário: início às 18h30.
Projeto Selfazul

Dos dias 9 a 18 de abril, o projeto Self Azul, realizado pelo Centro Pró-Autista (CPA), com patrocínio da Guardian, e apoio da FIESP vai discutir sobre o Transtorno do Espectro Autista (TEA), cujo diagnóstico ainda é difícil e demorado pela falta de informação sobre os sintomas.

O projeto promoverá um Fórum sobre o Autismo no dia 9/4 na Sala Nobre da FIESP e receberá os especialistas Wanderley Domingues, Maria Clara Nassif e Jair Mari, além de Marié-Hélène Plumet, que vem da França para palestrar no evento e vão discutir a importância do diagnóstico e tratamento precoce, a participação da família no desenvolvimento do indivíduo, os processos de cognação social do autismo, entre outros assuntos. Para ilustrar esse universo a Virada da Saúde terá em sua programação uma intervenção artística com espelhos, foco do tema Autismo, elaborada pelo artista plástico e intervencionista urbano Eduardo Srur, que ficará exposta na calçada da FIESP, do dia 2 até o dia 18 de abril.

Local: FIESP, Avenida Paulista, 1313, São Paulo.
Roda de Conversa: “Vamos falar sobre o luto”?

O luto é um processo que foi ou será experienciado por todos em determinado momento da vida. Porém, é cada vez mais difícil termos espaço dedicado ao assunto. Vamos falar sobre isso? A roda será conduzida pelo Dr. José Aníbal Torri Franco, doador médico pelo Instituto Horas da Vida, instituição na qual profissionais e empresas da área da saúde atendem gratuitamente pessoas assistidas por instituições com trabalho social reconhecido.

Local: Cemitério da Consolação, São Paulo.
Horário: início às 15h30.
Roda de conversa: saúde digital

A revolução digital que atingiu setores diversos e está finalmente chegando à saúde. O comportamento da população em todo o mundo já vem incorporando novos hábitos na sua busca por mais qualidade de vida. Nessa roda de conversa iremos mergulhar no admirável mundo novo da saúde digital e conhecer um pouco mais sobre como as novas tecnologias estão sendo utilizadas na promoção e prevenção de saúde e quais os principais desafios do setor para surfar essa nova onda de inovações.

Local: Centro Cultural São Paulo, Rua Vergueiro, 1000, na Sala de Debate.
Horário: 14h às 15h30.
Fatos e Boatos

Realizada pela Pfizer – a intervenção será feita por uma equipe multidisciplinar, composta essencialmente de atores e músicos, além de profissional de produção antes e durante os eventos. As intervenções traduzirão para uma linguagem artística (descontraída, clara e interativa); os temas serão: 1. “Saúde Ocular – Glaucoma”; 2. “Dor em geral, mas com foco na fibromialgia” 3. “Saude Mental – Esquizofrenia” 4. “Saúde no Coração”.

Local: Avenida Brigadeiro Faria Lima, s/n, Largo da Batata, São Paulo.
Horário: 11h às 15h.
"Calouro Brasil"

Alunos de economia, administração, educação física, medicina de oito universidades foram convidados a desenvolver uma programação especial sobre o tema saúde. O resultado você poderá conferir no dia 11/04, na Avenida Paulista que terá uma série de atividades educacionais e de cidadania em saúde.

Local: as ações ocorrerão em diversos pontos da Av. Paulista.
Horário: 10h às 14h.
Roda de conversa: A mulher, o feminino e você

Roda de conversa sobre o papel do feminino e sua influência na saúde, com Dra. Christiana A. Moron, Dr. Ricardo José Leme e Isadora Louza.

Local: Avenida Paulo VI, 2054, São Paulo.
Horário: 11h às 13h.
Atividades Sescoop- Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo

Atividades diversas no dia 10 e 11 de abril, nos parques como Monitoria Esportiva; o Espetáculo ‘Previnir é viver’, diversas atividades de recreação, dança e circo.

Locais:
Parque Linear Tiquatira – Avenida Governador Carvalho Pinto, s/n – Jardim Jaú, São Paulo.
Parque Santo Dias- Rua Arroio das Caneleiras, s/n – Conjunto Habitacional Instituto Adventista, São Paulo.
Parque Do Trote (Avenida Nadir Dias De Figueiredo, s/nº – Vila Maria Baixa (Vila Guilherme), São Paulo.
Parque da Previdência – R. Pedro Peccinini, 88 – Butantã, São Paulo.
Horário: 10h às 12h.
"Dê uma virada na sua saúde mental"

O espaço vai levar uma experiência de criação livre, onde o público possa simplesmente inventar, sem censura, sem regras (a não ser o respeito aos demais participantes), possam entrar em contato com suas “loucuras” e ver quem são de fato. Para tal, oferecemos oficinas de esquisitização (customização) de camisetas e roupas, expressão corporal e no final um desfile, onde as pessoas poderão apresentar suas produções.

Local: Praça Waldir Azevedo, em Pinheiros, São Paulo.
Horário: 14h às 18h.
Projeto "Faça Memórias"

Parceria entre Mube e a ONG Faça Memórias, o evento promove conversas com as arteterapeutas Cris Pomeranz e Juliana Naso, seguida de atividade artística para idosos que buscam envelhecer com qualidade de vida.

Local: Av. Europa, 218, MuBE, São Paulo.
Horário: 11h às 16h.
Roteiro arquitetônico – História do Instituto Butantã

O Roteiro Arquitetônico, que percorre o Parque do Instituto Butantã, tem o objetivo de apresentar e discutir a história do Butantã a partir do espaço edificado, tomando sua arquitetura como fonte histórica capaz de indicar o trabalho que se desenvolveu na instituição, além de suas relações com o contexto histórico de São Paulo e do Brasil ao longo do século XX. A atividade, guiada por educadores do próprio Instituto, será oferecida no dia 12 de abril (domingo), 10h, com duração de uma hora e meia.

Local: Ponto de encontro - Bilheteria Instituto Butantã. Av. Vital Brasil, 1500, Instituto Butantã, São Paulo.
Horário: 10h às 11h30.
Roda de conversa feminina

Uma série de rodas de conversa com diversos profissionais abordando a saúde da mulher, do parto à incontinência urinária.

Local: Parque da Previdência, São Paulo.
Horário: 9h às 12h.
Site do Evento

No site oficial do evento estão sendo disponibilizadas informações atualizadas sobre as atividades, assim como fotos e vídeos da "Virada da Saúde".

Link: Site oficial do evento
Facebook

A "Virada da Saúde" também está no Facebook, disponibilizando em tempo real informações sobre as ações ao longo do evento.

Link: Página oficial do evento no Facebook

Veja outras opiniões, conte a sua também:


Matérias Relacionadas