Atenção aos alimentos supercontaminados por agrotóxicos Vida Sim

Alimento ou veneno? 70% é o número assustador que representa a quantidade de alimentos que são atingidos pelo uso dos agrotóxicos no Brasil. Foram analisadas entre os períodos de 2011 a 2012, pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), amostras de alimentos de ordem vegetal, sendo estas monitoradas regularmente até o presente ano de 2015.

Surpreendentemente, 32% destas amostras estavam impróprias para o consumo. De acordo com o levantamento, muitas das substâncias presentes nos vegetais são altamente perigosas para a saúde, podendo provocar problemas cardiorrespiratórios, no sistema nervoso e até mesmo destruir células musculares.

Muitas outras doenças não transmissíveis também são atribuídas ao consumo de alimentos altamente contaminados por agrotóxicos. A Organização Mundial da Saúde (OMS), atenta para o fato dessas substancias serem causadoras de mais da metade das mortes declaradas no mundo. O órgão ainda prevê um aumento drástico de óbitos nos próximos anos em decorrência de doenças causadas pelo consumo de alimentos contaminados.

No Brasil, o mercado de agrotóxicos é considerado o maior de todo o globo, ocupando o sexto lugar do ranking mundial de importação de alimentos com agrotóxicos. Os agrotóxicos, atualmente, são a segunda maior causa de intoxicações em todo o país, perdendo apenas para o consumo exagerado de medicamentos.

Entre os alimentos analisados, o pimentão lidera a lista, sendo contaminado em níveis assustadoramente altos, seguido do morango e do pepino, que também apresentaram altos índices de contaminação.

A alface e a cenoura vêm logo atrás, apresentando elevado grau de contaminação.

Já a beterraba, a couve, o mamão, o abacaxi e o tomate também apresentaram problemas de acordo com as amostras analisadas.

A batata foi o único alimento analisado onde não se encontrou nenhum indício de contaminação.


Veja também:

Agrotóxico mais utilizado no Brasil apresenta fortes evidências de causar câncer


Agrotóxico mais utilizado no Brasil apresenta fortes evidências de causar câncer Vida Sim

Veja outras opiniões, conte a sua também:


Veja também:


Matérias Relacionadas