Cuidados ao consumir comida japonesa Vida Sim

Você já ouviu falar em difolobotríase? Popularmente é conhecida como doença do peixe cru ou tênia do peixe, porém ainda é muito desconhecida por grande parte das pessoas. Trata-se de uma doença parasitária causada pelo cestódio do gênero Diphyllobothium.

A doença é transmitida ao homem pela ingestão de peixes crus, mal cozidos ou defumados. De forma simplificada, quando chega ao intestino, a larva se aloja, cresce e se reproduz. Na forma adulta, os vermes são segmentados e os ovos são formados no interior de cada segmento, conhecido como proglótides. Mais tarde, os mesmos são liberados com as fezes, infectando peixes, e depois o homem.

Trata-se de um dos maiores vermes parasitas que acomete os humanos, podendo atingir o tamanho de até dez metros. Geralmente ela passa despercebida, mas em casos mais graves os principais sintomas são:

- Desconforto abdominal
- Náuseas, vômitos e diarreia
- Perda de apetite e de peso
- Flatulência
- Anemia megaloblástica pode carência de vitamina B12;
- Em casos mais graves obstrução intestinal e do ducto biliar

O diagnóstico pode ser obtido por meio de um exame de fezes. A profilaxia consiste em evitar a ingestão de peixe de água doce cru ou mal cozido. Caso haja o consumo, o cozimento deve ser adequado. Além disso, como as fezes contaminam o meio ambiente, se faz necessária a implantação de uma rede de esgoto.

De acordo com o Portal ABC da Saúde, a Secretaria Estadual de Saúde do Estado de São Paulo registrou 27 casos no período de um ano, fazendo com que recentemente o Ministério da Saúde emitisse um alerta sofre o problema.


Veja outras opiniões, conte a sua também:


Veja também:


Matérias Relacionadas