Alimento quase sem nutrientes e com muito sódio: a sopa em pó Vida Sim

Definitivamente a praticidade que alguns alimentos oferecem os tornam extremamente atrativos na hora de preparar uma refeição. É bem mais fácil optar por um alimento pronto do que por alimentos frescos. As sopas instantâneas são um dos exemplos comumente consumidos por grande parte da população. Porém, é preciso estar atento à composição e aos efeitos que essa praticidade pode trazer para o organismo.

A maior preocupação em torno das sopas refere-se às quantidades elevadas de sódio, substância que em excesso pode trazer malefícios à saúde, como por exemplo, dificuldades no funcionamento de órgãos como rins e coração, fundamentais para a correta circulação sanguínea. Além desses prejuízos, existem outros que podem ser citados e devem ser conhecidos por você. Preparamos uma lista com alguns exemplos, confira:

1 – Gordura em excesso dentro do pacote:

Além de conter gordura trans em sua composição, a somatória das gorduras totais resulta em um valor aproximado de 2,5 gramas em embalagens referentes a 20 gramas.

Quem consome essas sopas em excesso, acaba favorecendo o aumento de triglicérides, o que pode contribuir no desenvolvimento de doenças do coração, como infarto do miocárdio, ou então, acidente vascular encefálico (AVE).

Vale ressaltar que mesmo as sopas sem gordura não oferecem benefícios nutricionais consideráveis ao organismo.


2 – Falso amigo da dieta:

Para muitas pessoas adeptas a dietas, as sopas instantâneas são consideradas boas aliadas. Mas é preciso ter cuidado com essa falsa ideia transmitida pela propaganda, que as mostra como alimentos saudáveis. Mesmo com a baixa quantidade de calorias, o principal problema se encontra justamente na quantidade elevada de sódio presente nesses alimentos.

Em excesso, a sede é desencadeada, e muitas vezes acaba sendo saciada com refrigerantes, que contém ainda mais sódio. Desse modo, a quantidade dessa substância aumenta no organismo, juntamente com a dificuldade de eliminar esses líquidos, favorecendo o inchaço.


3 – Pobres em nutrientes:

Quando comparadas com sopa caseira percebe-se o quanto o valor nutricional das sopas instantâneas é ínfimo.

Grande parte dessas é formada por amido ou fécula, e mesmo com a adição de vitamina e minerais elas tornam-se nutricionalmente pobres e dispensáveis ao organismo.


4 – Aditivos nada saudáveis:

As sopas instantâneas – assim como a maioria dos alimentos industrializados, possuem grandes quantidades de aromatizantes, corantes e conservantes. Porém diversos fabricantes não especificam as quantidades exatas presente nos alimentos em questão.

Dessa maneira, é difícil saber exatamente o que estamos consumindo e o quão saudável ele é ou não. Tal dúvida intensifica-se também em virtude da falta de resultados conclusivos sobre os efeitos que tais substâncias desencadeiam no corpo, e se possui ou não efeito cumulativo.


5 – Sabor que gera dúvida:

Existem inúmeras opções de sabor, como por exemplo, carne, frango, mandioca, caldo de
feijão, entre outros. Mas para a obtenção desses sabores, muitos compostos químicos e principalmente sódio são adicionados.

A melhor opção é optar por uma sopa caseira, com ela existe a possibilidade de selecionar seus ingredientes favoritos, permitindo saboreá-los melhor, além de ser uma escolha mais saudável.


6 – Os realçadores de sabor e os seus perigos:

Outro vilão presente nas sopas instantâneas é o Glutamato Monossódico, realçador de sabor que pode ser maléfico à saúde. Muitos estudos demonstram a relação existente entre essa substância e a dependência que a mesma causa, uma vez que se assemelha a neurotransmissores e estimula receptores específicos da língua humana.

Outras pesquisas apontam que ele contribui para o aumento da pressão arterial, pois também contém elevadas quantidades de sódio.

Além disso, associa-se o consumo exagerado a piora em disfunções de aprendizado, além de favorecer o Mal de Alzheimer e o Mal de Parkinson.


7 – Elevada quantidade de sódio:

De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde), a quantidade diária recomendada de sódio a ser ingerida é de cerca de 2 gramas. Vale lembrar que pessoas hipertensas devem consumir níveis ainda menores. O problema é que cada sopa contém aproximadamente entre 500mg e 800mg de sódio, ou seja, pelo menos 25% das necessidades diárias.

A quantidade exacerbada oferecida ao organismo faz com que o coração e rim desprendam maior trabalho em suas funções, que em longo prazo colabora para o aumento no risco de desenvolvimento de doenças cardiovasculares e hipertensão.


Veja outras opiniões, conte a sua também: