Por que sofremos tanto com a ressaca? Vida Sim

Quem nunca ficou de ressaca que atire a primeira pedra. Acordar na manhã seguinte depois de ter bebido a noite toda com os amigos e sentir aquela terrível dor de cabeça, a boca seca, o corpo dolorido e lembrar só da metade das coisas que aconteceram no dia anterior.

O que acontece com nosso corpo quando ficamos de ressaca?

Os sintomas da ressaca já foram atribuídos a várias causas, incluindo os efeitos diretos fisiológicos do álcool sobre o cérebro e outros órgãos, a retirada do álcool e fatores não- alcoólicos, tais como os efeitos tóxicos de outros produtos químicos ativos na bebida. Os estudos atuais sugerem que são vários os fatores que contribuem para o estado geral da ressaca.

Estômago Inflamado

O álcool agride diretamente o seu estômago e os seus intestinos, causando gastrite e um processo conhecido como atraso do esvaziamento do estômago, especialmente quando as bebidas com uma concentração de mais de 15% de álcool são consumidas.

Consumo excessivo de álcool também ajuda a desenvolver gordura no fígado, esses acúmulos são chamados triglicerídeos e ácidos graxos livres. Além disso, o álcool aumenta a produção de ácido gástrico e também das secreções pancreáticas e intestinais.

Qualquer um desses fatores, ou todos eles, podem resultar dor abdominal na parte superior, náuseas e vômitos.


Falta glicose

Como o álcool conduz a uma condição conhecida como fígado gordo, o acúmulo de ácido lático acaba inibindo a produção de glicose no sangue. Além disso, não comer o suficientemente devido às náuseas pode inibir a produção de glicose.

Quando o seu corpo não produz glicose, isso contribui para os sintomas ressaca tais como a fadiga, fraqueza e perturbações do humor.


Você está exausto

Embora seja considerado como um depressor, o álcool realmente tem efeitos sedativos contra- ativos no cérebro. Ele inibe a produção de glutamato, um estimulante cujo trabalho é nos manter acordados.

No entanto, quando os nossos níveis de álcool no sangue chegam a zero, nosso corpo reage pela superprodução deste estimulante, resultando em noites mal dormidas, e irritação do estômago.


Desidratação

O excesso de álcool também perturba a produção de vasopressina, um hormônio que controla o equilíbrio de fluidos. Isso faz com que você corra para o banheiro várias vezes a noite toda – o que pode te deixar com dores de cabeça no dia seguinte.

Se você estava bebendo bourbon por exemplo, sua cabeça pode estar doendo ainda mais. Em geral, licores escuros rígidos (e a maioria das cervejas e vinhos escuros) contêm produtos químicos que podem agravar ressacas.


Veja outras opiniões, conte a sua também:


Veja também:


Matérias Relacionadas