Diferenciando os mitos e verdades quando falamos das varizes Vida Sim

As varizes são consideradas veias dilatadas e deformadas. Isso ocorre quando existe algum tipo de falha nas válvulas presentes no interior das veias.

Elas são responsáveis por impedirem a volta do sangue venoso para as extremidades, mas quando existe erro por parte delas, temos a ocorrência do refluxo, que aumenta a quantidade de sangue no interior das veias e faz com que elas se dilatem.

As varizes causam grande desconforto estético em quem as possui, uma vez que ao se tornarem perceptíveis, adquirem tonalidades roxo-azuladas ou então esverdeadas. Geralmente aparecem nos membros inferiores do corpo, como pernas, coxas, e pés.

Dentre os incômodos causados pelas varizes, podemos citar dor, ardência, inchaço, coceira, sensação de peso e vermelhidão. É preciso sempre tomar cuidado, pois em alguns casos, elas podem evoluir para casos mais graves, como a trombose venosa profunda, ou então uma possível embolia pulmonar.

Existem muitos questionamentos acerca desse assunto. Você já deve ter escutado de alguém que salto alto e a gravidez causam varizes, que depois da cirurgia para remoção elas voltam, ou então que a doença só acomete os idosos. Mas será mesmo que tudo isso é verdade?

Diante disso preparamos uma lista a seguir com alguns dos mitos e verdades mais comuns que circundam esse tema. Confira:

1 – Os vasinhos podem se transformar em varizes:



Se trata de um mito. Vasinhos e varizes são diferentes, não possuindo nenhuma relação um com o outro. Os primeiros, conhecidos cientificamente como telangiectasias, correspondem aos capilares superficiais da pele, os quais se dilatam inexplicavelmente, possuindo como característica cores avermelhadas ou arroxeadas.

Seu surgimento não se restringe a uma parte específica do corpo, podendo desenvolver-se em diferentes locais, como, seios, costas, pés, pernas, rosto, colo, e abdômen, causando dor e queimação em muitos casos.

Diferentemente dos vasinhos, as varizes são veias dilatadas de tonalidades roxo-azulada ou esverdeada. Elas surgem ao longo das pernas, podendo causar dores, desconforto, e inchaço. Uma mesma pessoa pode apresentar ambos, mais isso não quer dizer, que os vasinhos se transformarão em varizes.


2 – Salto alto causa varizes:



Esta é uma afirmação parcialmente verdadeira e causa muitas dúvidas, uma vez que o assunto ainda é controverso e não apresenta confirmação científica.

A utilização de salto alto não pode ser considerada uma causa isolada do surgimento de varizes. A possibilidade de surgirem pode aumentar caso a pessoa use sapatos com saltos muito altos frequentemente e por muitos anos.

Nesse caso, ocorre um encurtamento da musculatura da panturrilha, região responsável por devolver o sangue venoso para o coração.


3 – Exercícios aeróbios ajudam a prevenir contra o surgimento de varizes:



Essa afirmação é verdadeira. Movimentar o corpo contribui diretamente para uma melhora na circulação sanguínea, e consequentemente para a prevenção do surgimento de varizes.

Esse tipo de exercício é excelente porque atuam no sistema cardiovascular. Com isso, tanto a elasticidade das artérias e o fluxo sanguíneo melhoram, amenizando também os sintomas como cansaço, sensação de peso nas pernas, ardência, inchaço, queimação, entre outros.

Existem diversas opções, como por exemplo, natação, caminhada, corrida, hidroginástica, entre outros.


4 – Varizes podem causar trombose:



Afirmação verdadeira. Como já foi mencionado, as varizes são veias dilatadas e tortuosas, que aparecem em virtude do excesso de pressão. Elas passam por estágios, e quando atingem o intermediário e o avançado aumentam os ricos do surgimento da trombose venosa profunda.

Esta ocorre em virtude da formação de coágulos sanguíneos nas veias, em especial nas partes inferiores do corpo. O problema é que ela pode ainda gerar disfunções mais sérias como a embolia, onde o coágulo formado se movimenta através da corrente sanguínea, podendo causar lesões graves e até a morte ao se fixarem em órgãos vitais como pulmão, coração, entre outros.

É preciso ficar atento com o surgimento de novas varizes e consultar um médico para diagnosticar se o caso pode acarretar em maiores complicações.


5 – A depilação pode causar varizes:



Isso se trata de um mito. Não existem comprovações científicas que confirmem que a depilação possa causar varizes. Elas podem aparecer em virtude de sedentarismo, hábitos não saudáveis, ou predisposição genética, mais não devido à depilação.


6 – Musculação em excesso pode causar varizes:



Verdade. Os exercícios são excelentes para movimentar o corpo, pois estimulam a circulação sanguínea, e assim ajudam a prevenir contra o aparecimento de varizes. Quando a musculação é realizada com moderação, ou seja, com pouca carga e bastantes repetições, os resultados são benéficos.

Mas quando existem atividades com muita carga e em excesso, algumas complicações podem surgir, entre elas, o desenvolvimento de varizes. A prática dos exercícios abdominais também requer atenção.

Devem ser praticados de maneira ponderada, e não de forma exagerada. Uma vez que pode ocorrer o chamado refluxo, o qual dificulta o retorno venoso.


7 – Anticoncepcionais pioram as varizes:



Essa é uma afirmação verdadeira. A composição das pílulas anticoncepcionais apresenta dois hormônios, o estrogênio e a progesterona. Existem mulheres que possuem mais predisposição para o desenvolvimento de trombose.

Nesse caso, o medicamente escolhido pode alterar as quantidades de hormônios no organismo, o que pode contribuir para o surgimento de varizes e vasinhos, em especial por conta do estrogênio.

Em virtude disso, é importante consultar um ginecologista e informar seu histórico de doenças familiares, para assim ele indicar o melhor método contraceptivo para você.


8 – As varizes voltam depois de operar:



Mito. A operação de varizes consiste em retirar do corpo apenas as veias doentes, ou seja, aquelas que foram tratadas não voltam depois da operação. O que pode vir a ocorrer, é que aquelas veias que eram sadias tornem-se varicosas.

Os resultados costumam ser bem satisfatórios, você pode consultar seu médico para saber quais os tratamentos preventivos que podem ser realizados, e aderir hábitos saudáveis no seu dia-a-dia.


9 – O risco de desenvolver varizes é maior nas mulheres do que nos homens:



Se trata de uma verdade. Segundo a Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular, cerca de 30% dos homens e 45% das mulheres, são acometidos com o problema de varizes.

A predisposição é maior no sexo feminino, em virtude de fatores hormonais. Os quais podem interferir na dilatação das veias, tornando-as mais largas, e assim, diminuindo a capacidade de bombeamento do sangue pelas mesmas.


10 – Só pessoas idosas sofrem com varizes:



Isso é um mito. É mais comum que as varizes comecem a aparecer geralmente após os trinta e cinco anos, porém assim como qualquer outra disfunção, ela pode ocorrer em qualquer idade.


11 – A gravidez provoca varizes:



Verdade. Durante o período gestacional as mulheres passam por alterações hormonais, consideradas umas das principais causas contribuintes para o surgimento das varizes.

Essas mudanças que ocorrem no organismo da mulher afetam diretamente as veias. Elas dilatam-se em virtude da elevada quantidade de progesterona. Além disso, pode ocorrer o chamado hiperfluxo, onde o fluxo de sangue nas veias uterinas e ovarianas aumenta.

As futuras mamães que já possuem predisposição para o aparecimento de varizes, sofrem ainda mais durante a gravidez.

Uma dica para reduzir o problema é a utilização de meias de compressão a partir do segundo mês de gestação. Pode-se colocar pelo período da manhã e retirá-las apenas a noite.

Elas auxiliam no retorno venoso, e minimizam a agressividades dos fatores que ampliam as varizes.


12 – Viagens muito longas podem contribuir para o surgimento de varizes:



Afirmação verdadeira. Em deslocamentos de trajetos muito longos, costumamos ficar muito tempo sentado e parado, ou seja, a mobilidade do nosso corpo é diminuída drasticamente.

Como resultado, aumenta-se a dificuldade do sangue localizado na região da perna retornar ao coração. Com isso, as chances de que coágulos ou varizes sejam formados aumentam.

Nesses tipos de viagens, o ideal é estar sempre se hidratando, e movimentando as pernas através de pequenas caminhadas.


Veja outras opiniões, conte a sua também:


Veja também:


Matérias Relacionadas