Alergias a picadas de insetos em crianças Vida Sim

A primavera e o verão são as épocas onde as crianças mais aproveitam para brincar e se expor ao ar livre, muitas vezes com pouca roupa. O calor dessa época é responsável por favorecer a proliferação dos insetos, fazendo com que nesse período haja um grande aumento do número de crianças com alergias.

Nos poucos instantes durante a picada, a saliva do inseto é injetada na pele da criança, o que faz com que, caso a criança seja alérgica, o local da picada fique avermelhado e comece a ocorrer coceira em grande intensidade. Geralmente o efeito pode durar de 7 a 10 dias. Coçar o local também pode criar feridas e causar a aparição de manchas brancas que desaparecem em alguns meses. Há casos em que pode ocorrer infecção por bactérias, deixando uma ferida de cor amarelada.

A alergia se inicia quando a criança tem entre 1 e 2 anos de idade, indicada por meio de “bolinhas” na pele que geralmente se intensificam durante os períodos de calor. Dependendo da intensidade das reações alérgicas, a coceira pode chegar ao ponto de incomodar até para dormir.

A boa notícia é que ao longo do tempo, a tendência das lesões é diminuir e, em idades entre 8 e 10 anos, geralmente desaparecerem.

Muitos pais acreditam que o filho possua alergia a alimentos ou simplesmente ao calor, por isso acabam removendo alimentos que são importantes para o crescimento da criança. Mas a questão deve ser analisada com atenção. A forma de lesão pode indicar que a causa foi uma picada de inseto, mas apenas um pediatra conseguirá afirmar se a reação foi causada por alergia à picada.


Veja alguns indícios de alergia à picadas de insetos

– Lesões ocorridas em períodos mais quentes, com grande proliferação de insetos.
– Bolinhas de coloração avermelhada em braços e pernas, geralmente são provocadas por pernilongos.
– Bolinhas alinhadas que podem ser ácaros, percevejos presentes em colchões ou piolhos de aves.
– Bolinhas alinhadas próximas a elásticos de roupas íntimas podem ser provocadas por pulgas.
O pediatra poderá receitar medicamentos para diminuir a coceira e orientar os pais sobre a adoção de cuidados para aumentar a proteção das crianças.


Como prevenir as picadas de insetos?

– Fechar as janelas antes das 17h ou aplicação de telas em janelas.
– Instalação de mosquiteiros sobre as camas das crianças.
– Procurar cobrir braços e pernas das crianças quando forem brincar ao ar livre, utilizando tecidos finos e com punhos.
– Atenção aos formigueiros em quintais e jardins e utilização de calçados fechados.
– Muitos repelentes podem ser tóxicos para crianças. O pediatra será capaz de indicar qual o melhor para ser usado.
– Atenção às pulgas em cães e gatos.


Como proceder nos locais das leões?

– Procure manter o local limpo, lavado com água e sabonete.
– Consulte o pediatra para saber a medicação ideal e que traga conforto para a criança.
– Cuidado com substâncias caseiras.


Veja outras opiniões, conte a sua também:


Veja também:


Matérias Relacionadas