12 regras básicas pra quem se alimenta fora de casa Vida Sim

O dia a dia corrido acaba fazendo com que muitas vezes as pessoas precisem comer fora de casa. E geralmente, opções que oferecem maior praticidade são as mais escolhidas, como por exemplo, os fast food.

Mas um estilo de vida agitado não pode ser desculpa para sempre! Não é novidade que, para obtermos uma melhor qualidade de vida, melhorarmos nossa autoestima e nos prevenirmos de doenças, uma alimentação saudável e balanceada é fundamental.

Além disso, mesmo fazendo refeições fora de casa é possível se alimentar corretamente e de maneira sadia. São inúmeras as opções de restaurantes repletos de cardápios diferenciados. Com toda a variedade que nos é oferecida, é possível variar os locais e se alimentar de maneira diferente diariamente.

Veja algumas dicas que podem te ajudar a manter o equilíbrio na sua alimentação mesmo estando muito tempo fora de casa:

1 – Tome um café da manha reforçado:

Essa é a refeição mais importante do dia. Por isso, nunca saia de casa de estômago vazio. Logo que acordamos, as taxa de glicose no organismo estão baixas, se não nos alimentamos, faltará energia. Quando isso acontece, só há prejuízos. O rendimento e a concentração que você precisará para realizar as tarefas ao longo do dia serão afetados, por exemplo.

A opção de preparar café da manha em casa é a melhor. Assim você pode optar por alimentos mais saudáveis e contribuir para uma refeição mais equilibrada. Lembre-se que deve ser bem caprichada e pode ser constituída de alimentos como iogurtes, leite com café, granola e frutas, por exemplo.

Mas caso você não disponha desse tempo e necessite se alimentar na rua, você tem duas opções:

– A primeira consiste em levar um lanche de casa, como por exemplo, algum tipo de cereal, uma fruta ou então um suco.

– A segunda é fazer sua refeição em uma padaria. Nesse caso, prefira os lanches e os sucos naturais, fique longe dos refrigerantes e sucos industrializados. Se for comer um pão, troque a manteiga por uma fatia de queijo branco. Ou seja, fique atenta com as quantidades, coma de maneira reforça, mais também, moderadamente.


2 – Beba bastante água no decorrer do dia:

Quando o nosso corpo está desidratado há sinais que podem ser confundidos com a fome. Sendo que, na verdade, ele está apenas pedindo por água.

Procure tomar bastante água, mesmo que você não esteja com sede. Além disso, uma boa dica é tomar um copo bem grande cerca de trinta minutos antes das refeições, assim você ficará satisfeito com menores quantidades de comida.


3 – Fuja das máquinas de comida:

Essas máquinas costumam salvar muita gente na hora que a fome aperta. Recheadas de doces, salgadinhos, chocolates e refrigerantes, elas são consideras ótimas opções quando não existe tempo para uma refeição mais elaborada.

O ideal é manter distância dessas máquinas nos horários próximos aos das refeições. Caso sinta vontade, procure fazer algo que te distraia ou tome um copo de água.


4 – Faça lanches da manhã e da tarde:

Muita gente se esquece das refeições intermediárias, mas elas são muito importantes para evitar que você passe muito tempo sem comer e exagere na próxima refeição.

A melhor dica é optar por alimentos práticos, como por exemplo, frutas, barrinhas de cereal, biscoitos de água e sal, ou até mesmo iogurtes, leite desnatado, caso seu local de trabalho ofereça geladeira.

Além disso, procure se alimentar no mesmo horário. Isso facilita que esta refeição se torne um hábito. Dessa maneira, você obterá uma alimentação fracionada, o que contribui para evitar excessos e também para a manutenção ou eliminação do peso.


5 – Planeje seu prato antes de chegar ao restaurante:

Escolher o prato antes de chegar ao estabelecimento é um excelente hábito e pode te ajudar em muitas situações!

Você pode também visualizar o cardápio pela internet e assim se planejar da melhor maneira.


6 – Pergunte:

É importante sabermos como os pratos são preparados. Por isso, sempre que estiver em dúvida, pergunte!

Caso exista algum acompanhamento menos saudável, peça para ser substituído. Cada vez mais, os restaurantes têm oferecido opções diferenciadas como integrais e sem glúten, açúcar ou laticínios.


7 – Experimente trocar o prato principal por uma entrada:

Faça uma experiência: ao invés de optar por um prato principal, peça uma entrada.

Às vezes ficamos satisfeitos com menores quantidades de comidas sem nem ao menos percebermos.

Mas caso você necessite de maiores porções, existem outras opções. Você pode pedir meia porção, ou então dividir com um amigo, dessa maneira, você diminui as chances de exagerar na hora de se alimentar.


8 – Na hora de fazer o seu prato:

Procure escolher restaurantes por quilo ao invés de a la carte ou fast food. Eles são uma ótima alternativa, uma vez que você terá inúmeras opções de alimentos que não teria em casa, e poderá montar seu prato da maneira que você preferir.

Procure seguir algumas regrinhas, como por exemplo, comer um alimento de cada grupo alimentar e evitar frituras e alimentos muito gordurosos. Além do mais, não se esqueça de comer salada e consuma carboidratos moderadamente.

Lembre-se também das proteínas como carnes e peixes. Se for beber alguma coisa, prefira água ou suco natural. Procure não trocar essa refeição por lanches rápidos e práticos, é essencial se alimentar bem nesse momento, para garantir os nutrientes necessários para o seu dia.


9 – Sobremesa:

As sobremesas podem sim ser consumidas, mas sempre com moderação.

Frutas e gelatinas são sempre bem vindas. Troque aquele chocolate super calórico por um picolé de fruta, eles refrescam, além de possuírem baixa quantidade de calorias.


10 – Tempo de refeição:

Mesmo com o tempo curto e a correria, procure respeitar o horário em que você faz suas refeições.

Saboreie os alimentos, mastigue bem, e não coma de maneira apressada. Sinta o sabor de cada um deles, dessa maneira você aproveita melhor os nutrientes que ele tem a oferecer.

Uma alimentação saudável não é feita apenas de alimentos de qualidade, mas também depende de como você os consome e de seus horários e tempo de intervalo entre as refeições.


11 – Antes de comer avalie como você está se sentindo:

É comum em um mesmo dia sentirmos diversos tipos de emoções. Muitas vezes acabamos utilizando a alimentação como forma de escape de estresses, frustrações, ansiedades, tristezas e raivas – muitas vezes até sem que percebamos.

Pra não correr esse risco, antes de comer procure parar por alguns minutos, reflita como você está se sentindo naquele momento, se você realmente está com fome ou se está apenas fazendo isso para se aliviar de determinados sentimentos.

Procure tomar decisões mais sábias, para assim não exagerar e depois carregar um sentimento de culpa.


12 – Não pule as refeições:

Não devemos pular nenhuma refeição do dia! O ideal é se alimentar de três em três horas. Isso faz com que tenhamos sempre algo em nosso estômago e que não exageremos na próxima refeição.

Procure sempre levar com você algo para comer, pode ser uma fruta ou então uma barrinha de cereal. Isso ajuda a evitar que você consuma coisas muito calóricas naquela hora em que a forme aperta.

O mais importante é aliar todas as recomendações, ou seja, devemos nos alimentar corretamente, respeitar os horários, não pular as refeições e sempre consumir com moderação.

Com isso, não só contribuímos com a saúde como também melhoramos nossa disposição a cada novo dia.


Veja outras opiniões, conte a sua também:


Veja também:


Matérias Relacionadas