Morte súbita é cada vez mais frequente entre atletas Vida Sim

Cerca de 720 brasileiros morrem por morte súbita todos os dias no país. A morte súbita é uma consequência das alterações das batidas do coração, causados por uma arritmia cardíaca.

A maioria das pessoas que sofre com arritmias tem entre 45 e 75 anos, mas este mal não é restrito à parte mais jovem da população. No entanto, o que vem surpreendendo muito nos últimos tempos é o alto índice de casos de morte súbita entre os atletas jovens.

A prática frequente de exercícios, o esforço e, consequentemente, a maior exigência do corpo, acaba deixando os atletas mais vulneráveis a serem vitimados por arritmias cardíacas do que jovens sedentários ou que praticam uma quantidade menor de exercícios.

Exercícios físicos contribuem para possíveis alterações sanguíneas que, como consequência, podem vir a causar variação nos batimentos do coração chegando até a causar a morte. O que ocorre é que estes jovens atletas podem ter problemas cardíacos que desconhecem – que na maioria das vezes são fruto de herança genética – colocando-os em situação de perigo.

Por essa razão, antes de iniciar a prática de um novo exercício, é sempre de extrema importância consultar um médico apto a fazer uma avaliação cardíaca. Somente um especialista pode informar se a prática de determinados exercícios pode ser prejudicial a sua saúde.

Para quem possui problemas cardiológicos, até mesmo exercícios considerados leves e de baixo grau de esforço – como caminhadas, podem ser fatais. Por isso, é importante ficar atento ao seu corpo e aos sinais de uma possível arritmia, que pode ser anunciada pela presença de palpitações, tonturas, dores no peito e dificuldade para respirar.


Veja outras opiniões, conte a sua também:


Veja também:


Matérias Relacionadas